Abertas as inscrições para o II Encontro Internacional de Família Acolhedora de MS

about3

Estão abertas, a partir desta quarta-feira (3,) as inscrições para o II Encontro Internacional de Família Acolhedora no MS, que será realizado nos dias 1 e 2 de setembro, no Tribunal de Justiça, em Campo Grande.
O evento é uma realização da Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça, em parceria com a Escola Judicial (Ejud-MS), e objetiva divulgar, incentivar e aprofundar a discussão sobre o programa Família Acolhedora, que prevê o acolhimento das crianças e ou adolescentes afastados da convivência de seus pais, como alternativa ao acolhimento institucional.
O direito à convivência familiar está assegurado na Constituição Federal de 1988 e no art. 32 do Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90) como um dos direitos fundamentais a serem assegurados a todas as crianças e adolescentes com a mais absoluta prioridade, tendo a família acolhedora preferência sobre as instituições ou entidades de acolhimento.
Diversas autoridades no assunto estarão entre os palestrantes, como Michael Pease, Assistente Social de Londres e consultor internacional em acolhimento familiar, que viaja para muitos continentes auxiliando governos e ONGs em alternativas de cuidados de base familiar para instituições de cuidado à criança que não está em condição de viver com seus pais.
Outro palestrante de destaque do evento é o assistente social Delton Hochstedler, coordenador técnico da Associação Brasileira Beneficente Aslan (ABBA) e do programa de acolhimento familiar em São Paulo. Ele é pós-graduado em terapia cognitiva comportamental pelo instituto de Terapia Comportamental de Cleveland, tendo atuado como terapeuta e supervisor clínico em saúde mental por sete anos no Estado de Ohio (EUA).
Isso sem mencionar a participação do juiz da Vara da Infância e Juventude de Londres, Ranjit Uppal, e de Marcos Rolim, sociólogo e ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.
Haverá ainda a participação da juíza da Infância, Juventude e do Idoso de Campo Grande, Katy Braun do Prado; do juiz Deni Luis Dalla Riva, da Infância e Juventude da Comarca de Camapuã; do magistrado de Cascavel, Sérgio Kreuz, além de representante do CNJ e Valéria Brahim, do Instituto Terra dos Homens, do Rio de Janeiro.
No evento será entregue o selo Amigo da Criança e do Adolescente aos parceiros e haverá também apresentações culturais da orquestra infantil indígena de Campo Grande e do projeto de crianças de Camapuã “ Bate Latas”.
O encontro é direcionado ao público em geral de Mato Grosso do Sul, em especial autoridades que trabalham na área da infância e juventude, equipes dos conselhos tutelares, entidades de acolhimento, juízes, promotores, defensores e todas as demais instituições da rede de garantia de direitos, tais como CRAS, CREAS, CMDCA, incluídas as famílias interessadas em participar do programa e universitários.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 24 de agosto pelo site do evento: https://www.tjms.jus.br/encontrofamiliaacolhedora/.
Mas, atenção: as vagas são limitadas.
Magistrados e equipe técnica do poder judiciário deverão realizar as inscrições diretamente pela Ejud de 8 a 12 de agosto, para efeito do número de vagas oferecidas.
:: INTRANET – Tribunal de Justiça de MS ::

(121) pessoas leram esse texto.

Compartilhe:

Deixe sua opinião

Comentários

DIOGENES DUARTE

Jornalista - DRT 986/MS - Servidor do Poder Judiciário do MS - Membro do Grupo AFAGAS.

X

Pin It on Pinterest

X