UTILIDADE PÚBLICA!

#comfamilianaosebrinca#adocaoecoisaseria

Queridos amigos da adoção,

Circulam no YouTube alguns vídeos onde seus produtores fazem brincadeiras (trolagens) utilizando inconvenientemente o instituto da adoção. Surpreendentemente, os referidos youtubers fazem estas trolagens de mau gosto com seus próprios filhos, que entram em sofrimento ao descobrirem-se filhos adotados. Após a farsa desfeita, a brincadeira rende muitas gargalhadas e está sendo curtida por milhares de crianças e adolescentes e adultos desinformados.

A Adoção é um instituto importantíssimo para milhares de famílias brasileiras. Não deve ser motivo de brincadeiras e escárnio!

Infelizmente, ainda persiste na sociedade uma crença social de que a adoção é filiação de segunda categoria, motivo de vergonha e desqualificação. 

Isto não é verdade! 

O fato de homens e mulheres gerarem crianças não os torna pais de fato. Quem gera crianças é apenas genitor! Somente se tornarão pais ou mães aquelas pessoas que adotarem afetivamente a criança gerada. Portanto, todos os filhos, para se tornarem filhos, precisam ser adotados pelas pessoas que os geraram. 

A adoção é a única forma possível de filiação, seja ela pela via genética ou jurídica.

Portanto, ser filho adotado é um privilégio e não uma vergonha ou desconforto. 

Estes vídeos são altamente desrespeitosos! Instigam o preconceito social e a discriminação contra as famílias adotivas. Como são acessados predominantemente por crianças e adolescentes, ensinam valores inadequados e contribuem para o bullying escolar contra filhos adotivos.

São um completo desserviço para todos aqueles que lutam há muitos anos exaustivamente por uma nova cultura de adoção no Brasil e por uma sociedade mais justa para todos.

Atualmente, a legislação protege igualmente filhos adotivos e filhos genéticos. Ambos têm os mesmos direitos e devem merecer o mesmo respeito. 

A ANGAAD – ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE GRUPOS DE APOIO À ADOÇÃO – entidade civil e filantrótipa fundada em 1999 para defender e garantir o direito à família para todas as crianças e adolescentes e os mais de 150 grupos de apoio à adoção brasileiros não podem permitir nenhuma agressão ou desqualificação ao instituto da adoção, às famílias adotivas e, principalmente, aos filhos adotados.

Pedimos a colaboração de todos para nos auxiliarem a coibir este tipo de vídeos e publicações inadequadas fazendo os devidos comentários esclarecedores, não curtindo e, sobretudo, denunciando aos órgãos competentes. 

A ANGAAD repudia veementemente vídeos inconsequentes e postagens desabonadoras ao instituto da adoção.

A ANGAAD encaminhará as devidas medidas jurídicas contra todos aqueles que insistirem em vilipendiar a família adotiva brasileira com este tipo de publicações.

Suzana Sofia Moeller Schettini

Presidente da ANGAAD

(20) pessoas leram esse texto.

Deixe sua opinião

Comentários

Diogenes Duarte

Jornalista - DRT 986/MS - Servidor do Poder Judiciário do MS - Membro do Grupo AFAGAS.

%d blogueiros gostam disto: