Adoção sem barreiras

“Nas primeiras semanas, meu filho me chamava de tia e eu sentia dificuldade para dizer coisas como vem com a mamãe”. Isso foi há quase dois anos. Desde então, tudo melhorou, nós dois relaxamos. Um dia, em um consultório médico, a secretária perguntou o nome do pai dele para pôr na ficha. Respondi que ele não tinha pai. Thiago entrou na conversa todo animado e deu um susto na moça: “Sabe por que eu não tenho pai? Porque fui adotado”.

Ler mais

Um dia de sol, um cavalo e um menino!

Um dia de sol, um cavalo e um menino. Minha memória registrou essa cena como uma fotografia, dessas feitas para serem atraentes aos nossos olhos, com esses três elementos que são quase onipresentes nesse tipo de trabalho fotográfico: o sol, o cavalo e a criança. Interessante que vejo essa cena de longe, mas comigo nela, de costas indo na direção do sol, ao lado do cavalo, de mãos dadas com o menino, e com um enquadramento perfeito para a foto sair bonita.

Ler mais

Casos de devolução de crianças adotadas revelam deficiências no sistema e na lei

Na última semana, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina – TJSC – determinou que os pais paguem o tratamento psicológico para criança que devolveram para adoção. No caso, o Tribunal negou a pretensão de um casal de desvencilhar-se da obrigação de pagar tratamento psicológico/psiquiátrico a uma criança de sete anos, a qual desistiu de adotar. Apesar de saber da condição psicológica da criança, que sofria maus-tratos da mãe biológica, o casal insistiu em adotá-la, mas por duas vezes a devolveu para o abrigo por conta de dificuldades no relacionamento com a mesma.

Ler mais

“Ah, são adotivos?” Sempre perguntam… São nossos filhos e pronto! Thais

Sempre quis adotar, desde adolescente sentia que esse era meu caminho, como se Deus já tivesse me avisado. Casei e o desejo continuava, mas meu marido gostaria de tentar um biológico antes. Ok, poderíamos adotar depois. Eu engravidei mas perdi o bebê bem no comecinho. Então por algum tempo ficamos, eu e meu marido, estudando a questão da adoção, mais ele do que eu (risos).

Ler mais

Dado mais um passo para a realização do Projeto da Constelação Familiar

Durante o encontro foram destacadas as particularidades do projeto da constelação familiar, que tem por objetivo proporcionar às famílias, às crianças e aos adolescentes um olhar sistêmico que os permitam resgatar a dignidade, autoimagem e autoestima, rompendo com os traumas vividos e buscando meios de resgatar e integrar o amor que norteia as relações familiares.

Ler mais

“Desde os primeiros contatos, eles já me chamaram de pai”

O ditado popular já diz: “Pai é aquele que cria”. O primeiro Dia dos Pais de José Heleno Ferreira provavelmente será inesquecível. O professor, de 41 anos, venceu três dos maiores obstáculos de uma adoção. Solteiro, ele adotou três irmãos com idade em que a adoção já fica mais difícil e de etnia diferente da sua. Hoje, é chamado de pai por Letícia, de sete anos, Lucas, de cinco, e Túlio, de quatro.

Ler mais
Página 10 de 14« Primeira...89101112...Última »