Dado mais um passo para a realização do Projeto da Constelação Familiar

:: INTRANET – Tribunal de Justiça de MS ::

No início da tarde de hoje (29), a Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul proporcionou um encontro entre os psicólogos e assistentes sociais do Núcleo Psicossocial do Fórum de Campo Grande, os técnicos da Justiça Restaurativa Escolar estadual e municipal e da Justiça Restaurativa Juvenil, com o Dr. Amilton Plácido da Rosa, Procurador de Justiça aposentado, pedagogo e terapeuta sistêmico, e com a Drª. Olga Simone Almeida de Paulo Lima, do Instituto de Atendimento Psicológico, com o objetivo de divulgar e sensibilizar os servidores sobre a importância do tratamento terapêutico e da constelação familiar sistêmica às crianças e aos adolescentes vítimas ou testemunhas de violência, que passam pelo Judiciário, bem como seus respectivos familiares.

Durante o encontro foram destacadas as particularidades do projeto da constelação familiar, que tem por objetivo proporcionar às famílias, às crianças e aos adolescentes um olhar sistêmico que os permitam resgatar a dignidade, autoimagem e autoestima, rompendo com os traumas vividos e buscando meios de resgatar e integrar o amor que norteia as relações familiares.

Também foi objeto do encontro a forma em que os encaminhamentos serão realizados e sobre a necessidade do agendamento prévio na “Central de Atendimento”, localizada no Instituto de Apoio Psicológico – IAP, situado na Rua Frederico Korndorfer, 63, Jardim dos Estados, CEP 79020-271, Campo Grande, para que os profissionais possam atender e aplicar a técnica da constelação familiar sistêmica.

A Drª. Olga Simone Almeida de Paulo Lima, do Instituto de Atendimento Psicológico, comenta que “este Acordo firmado com o Poder Judiciário vai proporcionar um melhor atendimento às crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência, bem como visa restituir o equilíbrio no campo familiar”.

Para o Dr. Amilton Plácido da Rosa é imprescindível resgatar o pertencimento, a hierarquia e o equilíbrio para dar suporte emocional e acolhimento para um crescimento saudável e para o resgate da vida com amor.

(0) pessoas leram esse texto.

Diogenes Duarte

Jornalista - DRT 986/MS - Servidor do Poder Judiciário do MS - Membro do Grupo AFAGAS.

%d blogueiros gostam disto: